O que você pensava ao entrar na universidade? Que iria mudar o mundo e se tornar milionário antes dos 30 anos? Faiz Siddiqui pensava o mesmo, mas não foi o que aconteceu. Formado em Oxford, no Reino Unido, no curso de História Moderna, ele está processando a instituição de ensino que não foi capaz de transformá-lo em um milionário.

Siddiqui, de 38 anos, alega que a renomada universidade possui um sistema chato e péssimo, que o impediu de se tornar um grande advogado por outra instituição de ensino. Ele se formou em 2000 e agora pede uma indenização de £ 1 milhão – algo em torno de R$ 4,3 milhões pelo câmbio de hoje!

Segundo ele, essa seria a quantia que teria recebido caso tivesse se formado com boas notas, mas não foi o que aconteceu. Na disciplina de História Imperial Indiana, Siddiqui tirou notas baixas, o que fez com que ele não tivesse nenhuma honraria em seu diploma. O ex-aluno culpa o professor por ser exigente demais, principalmente por ele não ter lecionado direito a disciplina.

O advogado de Siddiqui, Roger Mallalieu, alega que seu cliente sofre de insônia e depressão por conta desse acontecimento, que não foi isolado: outros alunos também teriam recebido notas baixíssimas sem nenhuma justificativa convincente. A universidade se defende dizendo que mais de 15 anos já se passaram desde a formatura de Siddiqui e que suas reclamações não possuem nenhum fundamento. Já imaginou se isso vira moda?

FONTE(S): QZ/AMY X. WANG