1 – Napoleão e o nariz da Esfinge

Você já deve ter ouvido a história de que o nariz da Esfinge de Gizé foi arrancado pelo exército napoleônico durante uma batalha contra os turcos, em 1798. Acontece que o viajante dinamarquês Frederic Norden, que esteve diante de Gizé em 1737, chegou a escrever em seus relatos que a Esfinge já não tinha nariz. E agora, José?

2 – A orelha de Van Gogh

O pintor holandês não é conhecido apenas por obras incríveis como “Noite Estrelada” ou “Os Girassóis”. Na verdade, Van Gogh ficou conhecido também por não ter um pedaço de sua orelha, e o motivo para isso foi debatido durante anos. O fato é que documentos encontrados recentemente relatam que o pintor perdeu a orelha por causa de uma briga que teve com o amigo Paul Gauguin.

Na ocasião, Gauguin foi atacado com uma navalha pelo pintor que, por remorso (ou por algum ataque de loucura, segundo alguns pesquisadores), decidiu cortar também o lóbulo de sua própria orelha. Eita.

3 – Sobre os capacetes dos Vikings

Que atire a primeira espada quem não imagina mentalmente um viking usando aquele capacete com chifres. A verdade, caro e ingênuo leitor, é que não há um consenso ainda sobre os capacetes desses caras, já que o acessório foi apenas desenhado em seus túmulos. A crença científica, portanto, é a de que os tais equipamentos eram usados em rituais, não em batalhas. Triste.

4 – Vamos falar sobre Stonehenge

A gente vê as fotos desse lugar maravilhoso, cuja origem ainda permanece um mistério, e pensa em como é possível que todas aquelas pedras estejam posicionadas da mesma forma há tanto tempo, não é mesmo? Então… Na verdade, em 1901, um cara chamado William Gowland deu uma passadinha pela região e fez uma restauração em tudo por lá. Especialistas dizem que a versão que temos agora é bem diferente da original. Lidemos com isso.

5 – E a descoberta da América?

Dizem os livros de História mais antigos que Cristóvão Colombo chegou às Américas em 1492. Porém, na verdade, os primeiros europeus que pisaram em terras americanas foram, adivinha só, os vikings, que vieram ao Novo Mundo no final do século 10. Ou seja… Vida que segue.

Fonte