Em apoio às greves de professores universitários, milhares de alunos, por todo país, também declararam greve: “nós queremos uma faculdade melhor, com bons salários para os docentes e com boa estrutura.” Porém, esta boa ação gerou uma crise na economia: centenas de bares ao lado de universidades estão fechando por não ter o mesmo movimento das aulas.

Segundo João Manuel Figueiredo, dono do bar UniversiChopp, sem aulas, os alunos não lotam os bares do lado das universidades, mas os próximos às suas casas: “Sempre que tinha aula eles chegavam aqui nove da manhã e saíam meia-noite, era uma maravilhosa!” Já a secretária da UERJ, Janaína Pessoa, nada mudou: “os alunos viviam no bar mesmo, a faculdade apenas continua vazia.”

Por Cacofonias