A ideia de perder a única cópia de sua dissertação de mestrado durante um assalto era inconcebível para a estudante sul-africana Noxolo Ntusi, de 26 anos.

Mesmo sob a mira de uma arma, ela se recusou a entregar aos ladrões sua bolsa, na qual estava o HD externo em que estava gravado o texto. “Não ia deixar eles levarem de jeito nenhum”, disse ela à BBC.

Ela, que é pesquisadora do Serviço Laboratorial de Saúde Nacional, em Joanesburgo, cursa uma especialização em zoologia molecular.

Ntusi voltava para casa quando foi abordada por homens que estavam dentro de um carro preto. Após correr, dois ladrões foram atrás, um deles com um arma em punho.

Câmeras de segurança registram tudo. As imagens mostram quando os bandidos conseguem pegar a sacola com o almoço da estudante, que ela deixou cair em sua fuga.

Mas, na hora de entregar a bolsa com sua tese, Ntusi se recusou, mesmo quando um dos homens colocou a arma contra sua cabeça e ameaçou atirar diversas vezes.

Ntusi explicou sua resistência dizendo que perder a dissertação significaria pedir que o prazo de conclusão do curso fosse adiado. Assim, ela só terminaria o mestrado no próximo ano.

“Tentei ficar numa posição fetal. Eles estavam tentando me colocar no carro, eu acho, mas me posicionei de tal forma que eles desistiram.”

Ela admite que não reagiu da forma “mais inteligente” e aconselha outros a entregarem o que bandidos pedirem, em vez de arriscar a vida.

“Queria concluir o mestrado e queria fazer isso agora. Não deixaria nada ficar no meu caminho. Mas foi muito perigoso”, afirmou.

“Você sempre pode escrever (uma tese) de novo.”

Os bandidos fugiram, mas depois acabaram presos. Segundo a polícia, um deles estava com uma pistola a gás, que não é letal.

Depois do incidente, a estudante decidiu fazer mais cópias de seu trabalho.