A cervejada costuma ser uma festa mais informal das faculdades, onde o que importa não é ter uma grande atração famosa na festa, mas sim a presença da bateria em peso representando o espírito e os hinos da faculdade! Acompanhando a bateria, o DJ é essencial para esse tipo de festa: muito funk (muito funk mesmo), brasilidades e um pouco de eletrônico para balancear. E claro que o open bar precisa ser caprichado, já que beber muito é meio que o objetivo dessa bagunça.

A ausência de glamour da festa é compensada pela diversão, loucura e integração! Então pode deixar aquele look super arrumado no armário e prepare-se para se sujar – porque a cervejada não foi criada para ninguém sair bonitinho de lá!

Confira algumas dicas simples que podem minimizar os perrengues da cervejada e dobrar o seu aproveitamento:

1. O look

A roupa de cervejada é meio que o oposto de um look de balada. O jeans tem tudo a ver com a ocasião – é só jogar uma blusinha por cima de uma saia ou shorts que está ótimo! Roupas simples, confortáveis e casuais são os hits – já que a beleza de uma cervejada está na simplicidade!

Quer mais ideias de looks para festa de faculdade? Nós podemos te ajudar com isso!

2. O lamaçal

Conforme as horas vão passando, pior vai ficando o estado do chão da cervejada. Sabe aquele “chorume” que é normal de fim de balada? Uma mistura de suor, bebida e sujeira que zoa todo o sapato? Bom, pelo fato das cervejadas rolarem em ambientes mais rústicos, muitas vezes com espaço aberto, o chão fica mil vezes pior – um verdadeiro lamaçal. Vá preparado(a) com um tênis ou bota para sujar mesmo, e que (se for o caso) você possa jogar fora depois.

PS: Ir com as penas de fora é bem melhor! Porque tirar essa nojeira da barra da calça é difícil, viu?

3. A bateria

A bateria é o ponto alto da festa para os amantes da faculdade em questão. É nessa hora que o pessoal se agita, canta os hinos, o coração bate junto com o tambor e as bebidas são jogadas para o ar… Pera, as bebidas são jogadas para o ar? Isso mesmo! O bar até para de distribuir os copos na hora que a bateria entra, mas não tem como evitar a zona, todo mundo começa a jogar o que tem na mão para cima! Se você não está preparado(a) psicologicamente (nem fisicamente) para esse banho de bebida, fique o mais afastado que puder da pista quando a bateria entrar! Assim você evita aquela sensação grudenta na pele e no cabelo, preservando o look para o fim da noite.

4. O open

As cervejadas fazem jus ao nome: cerveja a rodo! Além disso, o open costuma incluir catuaba, jurupinga, shots de vodka e etc. Por isso, não é difícil ficar bêbada(o) e perder a noção na pista! A dica: cuidado para não exagerar logo no começo e perder metade da festa! Não é nada legar perder a classe e dar vexame, né? Essas dicas de como beber sem perder a classe podem te ajudar. Shots? NÃO!

PS: o bar sempre fica lotado e geralmente é difícil de pegar bebida, por isso é sempre bom pegar uns copos a mais para diminuir suas viagens até lá 😉

5. As bolsas

Por mais que alguns dos espaços tenham chapelaria, não é bom contar com isso! Para as mulheres, a melhor opção é levar só o essencial – documento, dinheiro, ingresso e celular – numa bolsa pequena, à tiracolo, e que não vai te incomodar durante a festa. Certifique-se que a bolsa tenha um fecho seguro (para você não perder nada no meio da bagunça).

Fonte: ObaOba